sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

O Catequizando e a Catequese - Folder para distribuição entre os Catequizandos

Boa Tarde Pessoal,

     Todos os anos, no início do ano catequético gosto de entregar aos catequizandos este folder, que contém perguntas e respostas interessantes e pertinentes sobre a catequese. É um material auto-explicativo, que a criança poderá entregar também aos seus colegas e familiares.

     Espero que gostem!!

     Um forte abraço,
     Layse


01.  Por que a Catequese oferecida pela comunidade é importante para mim?
A catequese oferecida pela comunidade é importante para você porque o/a ajuda a abrir o coração e a mente para Deus, para o próximo, para você mesma/o e para o universo. Ao abrir o coração e a mente, você se deixa amar e dispõe-se a amar as pessoas, a adorar a Deus e a usar com responsabilidade as coisa deste mundo.

02.  Qual o significado da palavra “catequese” ?
A palavra “catequese” é de origem grega e significa “o ato de instruir” de ensinar a doutrina e de apresentar os mistérios da fé. Catequizando, portanto, é aquela pessoa que se dispõe a acolher os ensinamentos de Deus, transmitidos pela Igreja, por meio dos catequistas.

03.  Por que eu não posso fazer a catequese em casa, estudando sozinho? 
Por três motivos: primeiro porque a catequese exige uma instrução sistemática e progressiva, isto é, o aprendizado deve ter começo, meio e fim, no sentido de que você receba todo o conteúdo, e não apenas parte dele: segundo porque, com auxílio do/da catequista, você esclarece as dúvidas que tem e, terceiro, porque você, sendo batizado, é membro da Igreja e participa de uma comunidade; assim, você faz a experiência, também na catequese, de não viver a fé isoladamente, mas em unidade com outros batizados – os seus amigos e amigas de catequese.

04.  Os meus pais podem ser meus catequistas?
Podem e devem! Eles são os seus primeiros catequistas, já a partir do momento em que você foi concebido/a, no seio da sua mãe. Porém, por mais dedicados e informados que eles sejam, ainda assim a comunidade, por meio dos catequistas, pode ampliar e aprofundar o que você aprendeu em casa. O ideal é que a catequese comunitária complemente a catequese familiar. Uma, contudo, não dispensa a outra.

05.  O que é necessário para que eu aproveite ao máximo a catequese?
Para que você aproveite ao máximo a catequese é essencial que você se dedique a ela, tendo consciência de que, mais do que uma obrigação, ela é uma oportunidade de você encontrar o verdadeiro sentido da vida. História, matemática, geografia, ciências... tudo é  importante. Não basta, porém, ter muitos conhecimentos; nós somos a soma de “cabeça e coração”, de “corpo e espírito”, de “razão e emoção”. Somos seres que necessitam tanto do alimento para o corpo como do alimento para o intelecto (mente) e para o espírito (alma).

06.  Isso quer dizer que a catequese não é apenas mais uma “matéria” a ser estudada?
Justamente! Você não deve dedicar à catequese apenas o tempo que sobra, mas fazer da catequese uma prioridade, isto é, deve colocá-la em primeiro lugar, sem, contudo abandonar ou relaxar no estudo escolar. Dar prioridade à catequese quer dizer dedicar atenção e tempo para rever em casa o que você refletiu junto com a/o catequista; quer dizer também participar dos encontros com interesse, disposto/a fazer uma autêntica experiência de Deus.

07.  O que mais pode me ajudar a participar com proveito da catequese?
Você participará com proveito da catequese, além de tê-la como prioridade, ao cuidar daquelas pequenas coisas, como ser pontual, prestar atenção, zelar do material (do seu, do de seus colegas, da/o catequista, da comunidade), respeitar a/o catequista, participar das atividades, não sair antes do término dos encontros, não atrapalhar com brincadeiras fora de hora, levar para a catequese somente o que utilizar nos encontros, ser amigo/a de todos os seus colegas, não faltar, empenhar-se para compreender o que a/o catequista estiver ensinando... Essas são apenas algumas dicas. Certamente você descobrirá outras; o importante é que você se esforce para que o tempo investido na catequese seja aproveitado o máximo possível.

08.  Quem participa da catequese deve participar também da Missa?
Sim. A Missa é a nossa “maior” oração, porque nela quem preside a celebração é o próprio Cristo, na pessoa do sacerdote. Os catequizandos que levam a sério e entendem a catequese participa da missa com alegria, sem que seja necessário exigir deles que participem. Você pode avaliar como está indo a sua catequese pela motivação que existe em você para participar da Missa. Quanto mais a catequese for importante para você, tanto mais vontade você terá de Participar da Missa.

09.  O que fazer quando, nos domingos, não há Missa em minha comunidade?
Se na sua comunidade não há Missa nos domingos, participe da celebração realizada na mesma, Essa celebração pode ser a celebração pode ser a celebração da Palavra (sem a presença do sacerdote). Em algumas comunidades, além da celebração da Palavra e da Eucaristia, dá-se o encontro fraterno entre as pessoas; Jesus está presente na comunidade que se reúne em seu nome. Portanto, participar das atividades da comunidade, inclusive das celebrações, não é tão-somente um dever, mas também um direito que você, como batizado/a, tem.

10.  Além da oração em comunidade, posso rezar em casa?
Sim. Todos os lugares são lugares de oração! O universo é um grande “templo”, onde Deus está presente, e quer ser adorado “em espírito e verdade”. Na catequese você aprenderá que a oração em comunidade é indispensável, como também o é a oração em família e a oração pessoal. Faça orações breves – de súplica, de pedido de perdão, de ação de graça, de adoração; assim você aprenderá a reza, por meio da prática e da experiência. Crie no seu coração um clima e um ambiente de oração; faça dele um santuário. Assim, onde você estiver, Deus estará com você.

11. Como a catequese pode me ajudar a estar a serviço da comunidade?
A partir da catequese, e das diversas atividades resultantes delas, você ira descobrindo as muitas possibilidades de serviço existentes na sua comunidade. Sonde o seu coração, peça as luzes do Espírito santo, e vá em frente! Peça orientação ao seu catequista: ele/ela poderá ajudá-lo/a a discernir onde e como você atuará. Quando completar a catequese para a Confirmação (crisma), você entenderá que estar a serviço dos outros não é uma questão de opção e sim uma exigência do ser cristão. Quem se dispõe a ser seguidor(= discípulo/a) de Cristo, deve viver para servir, e não para ser servido.

 12. Eu posso repassar aos meus pais e aos meus irmãos o que estou aprendendo na catequese?
É claro! Você é convidado/a a contar em casa o que estuda, reza e faz na catequese. Mesmo quando os seus pais não perguntam, diga a eles ao menos alguma coisa do que está acontecendo na catequese. Assim, você partilhará com eles o que você recebeu da Igreja por meio da comunidade.

13. O que posso fazer para demonstrar à minha/ao meu catequista que sou agradecida/o pelo que ela/ele faz por mim?
Demonstre que você o/a quer bem! Primeiro participando bem dos encontros, e depois demonstrando que você reconhece o quanto ela/ele se dedica para que você conheça mais e melhor a Jesus e ao Evangelho. Diga “obrigado/a, dê um abraço, leve flores, apresente-o/a seus pais, seja carinhoso/a com ele/ela, e tudo o mais que a sua criatividade sugerir e o seu coração mandar.

14. Como posso ajudar os meus colegas de catequese a aprenderem o que é ensinado pelo/a catequista?
O que você deve fazer para ajudar seus colegas é, antes de tudo, acompanhar com atenção os encontros de catequese. Depois de aprender o que foi ensinado, coloque-se à disposição deles; estudem juntos, na sua casa ou na casa de seus colegas; reúnam-se em dois, três ou mais colegas e partilhem o que aprenderam. Assim você estará sendo catequizando e catequista ao mesmo tempo. Tendo dúvidas, recorra ao/à seu/sua catequista, e aos colegas. A entre-ajuda é, além de importante, é também necessária. Não guarde dúvidas com você; busque quem o/a possa ajudar.

15. Concluindo
Aproveite ao máximo o tempo da catequese! Dedique-se à reflexão, à oração e à vivência de tudo o que for aprendendo. Deixe que Deus, por meio do/da catequista, mostre o quanto Ele o/a ama, e o quanto deseja que você ame a Ele e às pessoas!

Fonte: http://www.santuariodasalmas.com.br


5 comentários:

  1. gostei.. vou levar com migo.. bjosssssss

    ResponderExcluir
  2. gostei.. vou levar com migo.. bjosssssss

    ResponderExcluir
  3. gostei muuuuuuuuuuuito ate a proxima bjusssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir

O material aqui postado é elaborado por mim com material retirado da Internet ou enviado por e-mail . Caso você seja proprietário de alguma imagem, texto ou material e quer retirá-lo ou divulgar seu nome, por favor, entre em contato por e-mail . Terei o maior prazer em divulgar o seu material ou trabalho! e-mail: lay.mbispo@gmail.com Que o amor de Jesus Cristo esteja sempre com vocês!